Viva Pacaembu
+19
+25°
+17°
São Paulo
Segunda-Feira, 02

Eventos

PROGRAMAÇÃO DEZEMBRO - MUSEU DO FUTEBOL

SAIBA MAIS

Em 2016, o Pacaembu é o Estádio que mais recebeu jogos na capital

SAIBA MAIS

O novo zoneamento de São Paulo e os efeitos no Pacaembu

SAIBA MAIS

Viva Pacaembu
Siga-nos pelo Facebook Siga-nos pelo Twitter

Você é a favor da concessão do Estádio do Pacaembu para a iniciativa privada?

SIM
NÃO

Contexto:NOTÍCIAS - Modalidade:2016 - Area: - Evento:


legendaFoto:
Modalidade: 2016
Contexto: NOTÍCIAS
Evento:

01/12/2016

Ttulo: PROGRAMAÇÃO DEZEMBRO - MUSEU DO FUTEBOL

Manchete:

Resumo:



legendaFoto:
Modalidade: 2016
Contexto: NOTÍCIAS
Evento:

05/07/2016

Ttulo: Em 2016, o Pacaembu é o Estádio que mais recebeu jogos na capital

Manchete:

Resumo:



legendaFoto:
Modalidade: 2016
Contexto: NOTÍCIAS
Evento:

19/06/2016

Ttulo: O novo zoneamento de São Paulo e os efeitos no Pacaembu

Manchete:

Resumo:


Por fora, bela viola; Por dentro, pão bolorento

Entrando no labirinto paulistano, a sensação é um mergulho kafkaniano! Sinto-me um inseto num mundo sem nexo. Regras - ora bolas! - existem para ser quebradas ou mudadas de um momento para o outro.

Os limites da velocidade urbana diminuíram e, a cada quarteirão está fixado num número, exigindo dos motoristas tornarem-se vesgos, com um olho na placa e outro no velocímetro. E, demorando mais para chegar em casa por causa do congestionamento e da tensão, são surpreendidos por multas esdrúxulas, de difícil contraprova: dirigir com uma só mão no volante (se o carro não é automático, como mudar a marcha?), sinalizar a conversão em cima da hora (olhos de águia do Amarelinho!), passar sobre a ciclo faixa ou faixa de ônibus (só voando para sair/entrar  na loja que fica às suas margens...), desrespeitar o sinal vermelho (o que fazer se o trânsito fica parado horas e não se consegue andar nem para frente, nem para trás?)... São tantas multas aumentando tanto a arrecadação, que o que se espera é que o dinheiro seja gasto no que é necessário para o trânsito e não só com radares.

Porém, é só dar um pulinho na região da Vila boim para ver que o jeitinho brasileiro impera: há quase um ano, são os comerciantes locais que colocam grandes caixas brancas de isopor para sinalizar as reentranças das calçadas que formam quinas, responsáveis por acidentes sérios! É só chover, que os semáforos deixam de funcionar, causam o caos, enquanto os radares multam! Os alagamentos deixam cicatrizes não só na memória da população, mas esburacam vias e calçadas...

O nexo? Acabamos de pagar o IPTU alto sonhando que continuaremos a morar num Pacaembu como o bairro foi desenhado... Acabamos de pagar o IPVA pensando que, às vezes, o carro vai ser útil... Estamos juntando a documentação para acertar o Imposto de Renda porque somos honestos... E o governo?

Cláudia Sodré