Viva Pacaembu
+19
+25°
+17°
São Paulo
Segunda-Feira, 02

Eventos

Lei de zoneamento: comissão aprova substitutivo e projeto segue para o plenário

SAIBA MAIS

Comgás amplia presença no Pacaembu

SAIBA MAIS

RESULTADO ELEIÇÕES - Conselhos e diretoria da Viva Pacaembu

SAIBA MAIS

O futuro do estádio do Pacaembu

SAIBA MAIS

Participe das audiências públicas da revisão participativa da Lei de Zoneamento

SAIBA MAIS

Viva Pacaembu
Siga-nos pelo Facebook Siga-nos pelo Twitter

Você é a favor da concessão do Estádio do Pacaembu para a iniciativa privada?

SIM
NÃO

Contexto:NOTÍCIAS - Modalidade:2015 - Area: - Evento:


legendaFoto:
Modalidade: 2015
Contexto: NOTÍCIAS
Evento:

22/12/2015

Ttulo: Lei de zoneamento: comissão aprova substitutivo e projeto segue para o plenário

Manchete:

Resumo:



legendaFoto:
Modalidade: 2015
Contexto: NOTÍCIAS
Evento:

07/12/2015

Ttulo: Comgás amplia presença no Pacaembu

Manchete:

Resumo:



legendaFoto:
Modalidade: 2015
Contexto: NOTÍCIAS
Evento:

07/07/2015

Ttulo: RESULTADO ELEIÇÕES - Conselhos e diretoria da Viva Pacaembu

Manchete:

Resumo:



legendaFoto:
Modalidade: 2015
Contexto: NOTÍCIAS
Evento:

23/02/2015

Ttulo: O futuro do estádio do Pacaembu

Manchete:

Resumo:



legendaFoto:
Modalidade: 2015
Contexto: NOTÍCIAS
Evento:

06/01/2015

Ttulo: Participe das audiências públicas da revisão participativa da Lei de Zoneamento

Manchete:

Resumo:


Será que eu vou?

Marte seria a Pasárgada da atualidade?

Há algum tempo, sentia que estava vivendo numa realidade paralela: as notícias lidas e ouvidas negavam a inflação que eu, no meu cotidiano, vivia e que a minha contabilidade cismava em confirmar.

A eleição passou e o véu caiu: reconheceu-se que existia mudança nos preços de alguns artigos e houve a ‘ligeira atualização’ na cobrança de energia, água e de alguns impostos. O resto - oras! - continuaria mais ou menos igual.

Bolsa no ombro, trocados contados e gastos planejados, enchi-me de esperança e lá fui eu ao supermercado. Olha! O sorvete, o chocolate, o biscoito, enfim, vários petiscos que adoçam a vida tentaram-me com os valores estáveis... Não resisti. Assim, voltei animada para casa, satisfeita com o meu carrinho cheio.

Poucos dias passados e estrilo com meus filhos: o estoque de ‘carinhos palpáveis’ estava quase esgotado! Depressa, negaram a gula.

Minha investigação decepciona a minha crença na humanidade, pois, em letras diminutas constato que: o sorvete não tem mais 2 litros, mas só 1,5; o chocolate que outrora pesava 200g e depois foi reduzido a 170 e 160g (estragando a receita da mousse), agora não passa de 140g; o biscoito tem míseros 140g; a caixa contém metade da quantidade de filtros de café; e vários outros produtos parecem estar seguindo a mesma política. Desse jeito não dá! Talvez em Pasárgada eu não seja amiga do rei, mas acho que essas coisas... Fica no Brasil?

Outro dia, li no jornal que estão procurando voluntários para viver em Marte. Estou considerando seriamente essa possibilidade. Será que chego em Marte antes dos preços chegarem à Lua?

Cláudia Sodré