Viva Pacaembu
+19
+25°
+17°
São Paulo
Segunda-Feira, 02

Eventos

Plano de bairro desenvolvido pela Viva Pacaembu e seus moradores, no ano de 2004

SAIBA MAIS

Viva Pacaembu
Siga-nos pelo Facebook Siga-nos pelo Twitter

Você é a favor da concessão do Estádio do Pacaembu para a iniciativa privada?

SIM
NÃO

Contexto:NOTÍCIAS - Modalidade:2014 - Area: - Evento:


legendaFoto:
Modalidade: 2014
Contexto: NOTÍCIAS
Evento:

26/08/2014

Ttulo: Plano de bairro desenvolvido pela Viva Pacaembu e seus moradores, no ano de 2004

Manchete:

Resumo:


Preserve a memória para enriquecer o tempo

A moradora dos Alpes do Pacaembu abriu sua casa e mostrou a vista que tem para o nosso vale

É assim, na pequenina Rua Novo Horizonte, nos limites da área tombada do Pacaembu, onde são guardados horizontes de muitas épocas. É lá que mora Thereza Nickelsburg Brandão Teixeira, cujas raízes familiares se confundem com o próprio loteamento da região: a família da sua avó - Burchard - foi responsável pelo loteamento de Higienópolis. Residiu na esquina das ruas Bahia com Piauí.

- Nasci e criei-me no bairro de Higienópolis. Casei-me em 1943 e fomos morar na rua Maranhão. Depois, mudamo-nos, pelo período de dois anos, para o Jardim Europa. Mas, já em 45, voltamos para a região e nos estabelecemos nessa nossa casa, com frente para a Itápolis...
Com um sorriso espirituoso, completou:

- Trocamos o brejo pelos’ Alpes’... Aqui estamos há, praticamente, 70 anos.

Thereza fez ótima parceria com Guita Mindlin, que conheceu no Curso de Restauro do Museu Paulista: ambas fundaram, em 1988, a Associação Brasileira de Encadernação e Restauro, além de montarem cursos para o SENAI e manterem cursos particulares capacitando profissionais de suma importância para preservação da memória do Brasil: encadernação e restauro de livros. Num dos painéis da Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin, ela comenta sua amizade com Guita:

- Foi uma vivência gostosa.

Aos 94 anos, Thereza é ativa: dirige, faz academia e dá aulas particulares  de restauro de livros. No passeio pela casa, mostrou seu escritório com vista para o vale: o topo verde das árvores do Cemitério do Araçá que ficam ao fundo é entrecortado pela pitangueira do seu jardim.

Após o café, me dou conta que o tempo voou entre as risadas e tantas outras histórias que não couberam aqui.

Alberto Milani Jr.