Viva Pacaembu
+19
+25°
+17°
São Paulo
Segunda-Feira, 02

Eventos

Pancadões da Praça Charles Miller são o assunto do Primeiro Jornal da Bandeirantes.

Em entrevista para a Band, o VivaPac fala sobre os pancadões que acontecem toda quinta-feira na Praça Charles Muller e vem incomodando muitos moradores do bairro.

SAIBA MAIS

Os subprefeitos voltam a conversar com os moradores do Pacaembu

SAIBA MAIS

Viva Pacaembu se une a outras 25 associações de bairro contra o aumento abusivo do IPTU

Viva Pacaembu pressiona a Prefeitura juntamente com outras associações. Venha colaborar, precisamos da união de todos!

SAIBA MAIS

Defesa das ZERs

A importância das ZERs transcende interesses particulares e locais, pois são áreas de utilidade pública, protegem bens e valores coletivos da cidade.

SAIBA MAIS

29º Encontro de Defesa do Consumidor

Nos dias 24 e 25 de Outubro

SAIBA MAIS

Moderador de tráfego

Nosso bairro precisa organizar melhor o fluxo viário utilizando recursos de Engenharia de Trânsito.

SAIBA MAIS

Você conhece as aves do seu jardim?

Pacaembu, bairro de vegetação privilegiada e lar de uma enorme diversidade de aves. Conheça um pouco sobre elas!

SAIBA MAIS

Pacaembu, uma história para se contar.

SAIBA MAIS

Balaio de notícias: como adotar uma praça, quais os dias da coleta seletiva e o panorama do entorno do Estádio em dias de jogos.

SAIBA MAIS

Viva Pacaembu
Siga-nos pelo Facebook Siga-nos pelo Twitter

Você é a favor da concessão do Estádio do Pacaembu para a iniciativa privada?

SIM
NÃO

Contexto:NOTÍCIAS - Modalidade:2013 - Area: - Evento:


legendaFoto:
Modalidade: 2013
Contexto: NOTÍCIAS
Evento:

07/11/2013

Ttulo: Pancadões da Praça Charles Miller são o assunto do Primeiro Jornal da Bandeirantes.

Manchete: Em entrevista para a Band, o VivaPac fala sobre os pancadões que acontecem toda quinta-feira na Praça Charles Muller e vem incomodando muitos moradores do bairro.

Resumo:



legendaFoto:
Modalidade: 2013
Contexto: NOTÍCIAS
Evento:

04/11/2013

Ttulo: Os subprefeitos voltam a conversar com os moradores do Pacaembu

Manchete:

Resumo:



legendaFoto:
Modalidade: 2013
Contexto: NOTÍCIAS
Evento:

04/11/2013

Ttulo: Viva Pacaembu se une a outras 25 associações de bairro contra o aumento abusivo do IPTU

Manchete: Viva Pacaembu pressiona a Prefeitura juntamente com outras associações. Venha colaborar, precisamos da união de todos!

Resumo:



legendaFoto:
Modalidade: 2013
Contexto: NOTÍCIAS
Evento:

25/10/2013

Ttulo: Defesa das ZERs

Manchete: A importância das ZERs transcende interesses particulares e locais, pois são áreas de utilidade pública, protegem bens e valores coletivos da cidade.

Resumo:



legendaFoto:
Modalidade: 2013
Contexto: NOTÍCIAS
Evento:

14/10/2013

Ttulo: 29º Encontro de Defesa do Consumidor

Manchete: Nos dias 24 e 25 de Outubro

Resumo:



legendaFoto:
Modalidade: 2013
Contexto: NOTÍCIAS
Evento:

05/10/2013

Ttulo: Moderador de tráfego

Manchete: Nosso bairro precisa organizar melhor o fluxo viário utilizando recursos de Engenharia de Trânsito.

Resumo:



legendaFoto:
Modalidade: 2013
Contexto: NOTÍCIAS
Evento:

04/10/2013

Ttulo: Você conhece as aves do seu jardim?

Manchete: Pacaembu, bairro de vegetação privilegiada e lar de uma enorme diversidade de aves. Conheça um pouco sobre elas!

Resumo:



legendaFoto:
Modalidade: 2013
Contexto: NOTÍCIAS
Evento:

01/10/2013

Ttulo: Pacaembu, uma história para se contar.

Manchete:

Resumo:



legendaFoto:
Modalidade: 2013
Contexto: NOTÍCIAS
Evento:

01/10/2013

Ttulo: Balaio de notícias: como adotar uma praça, quais os dias da coleta seletiva e o panorama do entorno do Estádio em dias de jogos.

Manchete:

Resumo:


Um Tour pelo nosso bairro: lugares pitorescos que merecem ser conhecidos

Conheça um pouco mais sobre o Pacaembu.



1.  Seringueira - Praça Casa da Colina
No momento em que tantas árvores de calçadas são questionadas, esta seringueira se destaca, pois, apesar do enorme porte, não atrapalha a passagem dos pedestres. Como? Simples: o passeio contorna o tronco. 
Planta exótica em São Paulo (originária da Amazônia), é do seu caule que se extrai o látex, matéria-prima da borracha. Vale saber que uma seringueira é capaz de reter uma tonelada de CO² durante o seu ciclo de vida. 
Aproveite e “curta” a paisagem verdejante da praça, um dos oásis da cidade. 

2. R. São Bartolomeu, 82
Para deleite de estudantes, especialistas e curiosos esse endereço abriga uma casa feita de adobe e taipa e é uma das edificações mais antigas do bairro.
Adobe é a técnica milenar de produção artesanal de material de construção à base de terra crua, um dos antecessores do tijolo cozido.Taipa é outra técnica de construção que emprega argila, cascalho e pau; foi trazida na bagagem dos portugueses. 

A consciência ecológica tem feito renascer o interesse na aplicação de tais processos.

3. Rua Macapá 187
Nesse lugar fica o Museu Casa Guilherme de Almeida, fonte de inspiração e de ousadia do poeta. O projeto é de Silvio Eckmann. A residência foi palco de vários encontros de modernistas, cujas obras estão espalhadas pelos vários ambientes: Anita Malfatti, Tarsila do Amaral, Di Cavalcanti, Lasar Segall, Brecheret, Portinari, entre outros. Há também móveis, pratarias, objetos e documentos de uso pessoal do autor do lema do brasão da cidade de São Paulo “Non ducor, duco”, frase em latim que significa “Não sou conduzido, conduzo”.

4. Av. Dr. Arnaldo, 666
Ali fica o Cemitério do Araçá, criado em 1887. Nele estão mausoléus de importantes famílias paulistanas, da PM do Estado de São Paulo (policiais que morreram em ação), de políticos, artistas e religiosos. Muitos túmulos mostram importantes obras de arte, como a série de esculturas de Rafael Galvez (quadra 5), a réplica da escultura “Musa Impassível” de Brecheret (na quadra 6, túmulo da poetiza parnasiana Francisca Júlia - A original, em mármore branco, foi recolhida, restaurada e colocada na Pinacoteca do Estado de São Paulo) e a sequência narrativa da vida do comerciante Antonio Lerário. Lá, pode-se ler também a curiosa homenagem de um tio para o sobrinho, morto aos 19 anos: “Era um garoto, que amava a vida e os carros reluzentes/Um ponto oito/Um ponto seis/Um ponto três/Um ponto zero/… Um ponto final”. 

5. Museu do Futebol -  Estádio do Pacaembu
O Museu do Futebol, instalado embaixo das arquibancadas, tem projeto de Mauro Munhoz. Integra-se o tempo todo à Praça Charles Miller - construída na década de 30 por Severo Villares. No andar térreo estão auditório, um café-restaurante e a loja do Museu, que ficam abertos aos visitantes da praça. 
O Estádio, inaugurado em 1940, foi construído em terras cedidas pela Companhia City, de acordo com projeto do Escritório Ramos de Azevedo - Severo e Villares. Em estilo Art-Deco, sofreu várias intervenções, sendo a mais significativa a construção da arquibancada - “Tobogã” - em substituição à concha acústica que havia no projeto original. Outras edificações - como o ginásio de esportes, quadra de tênis, piscina olímpica - formam, junto com o estádio, um complexo de importância significativa para a história do esporte paulista. 

6. Viaduto General Olympio da Silveira
Uma das portas de entrada do bairro, o Viaduto tem arquitetura característica da época, foi construído no início da Avenida Pacaembu como parte do projeto urbanístico do então prefeito Prestes Maia (1938-1945) para formar um conjunto com o Estádio do Pacaembu. Seus arcos e ornamentos típicos de obra de arte foram projetados pelo arquiteto Jacques Pilon que, junto com Francisco Matarazzo Neto, participaram e venceram, em 1939, o concurso promovido pela Prefeitura da capital.

7. Rua Caiubi, 126 e 164
O conjunto tombado é composto pela Igreja São Domingos, pelo Convento de Santo Alberto, pela residência e pela área verde; integravam a antiga Chácara Cardoso de Almeida. A casa fica na parte mais elevada do terreno, tem estilo eclético e data do início do século XX. O Convento tem características neoromânicas e, atualmente, é ocupado pelo Colégio Pentágono. A Igreja, datada do final dos anos 50, tem como autor do projeto original Adolf Franz Heep, arquiteto também do Edifício Itália; desperta a admiração por obedecer ao conceito de nave única e farta iluminação natural.
 
8  e 9.  Rua Bahia, 1126 e Rua Itápolis, 961
Casas Modernistas
As casas das Ruas Itápolis e Bahia foram projetadas por Gregori I. Warchavchik e seguem a pureza do estilo moderno, marca de sua obra, e foram concluídas em 1930. A da rua Itápolis, tem proporções pequenas, dois pavimentos, e abrigou uma exposição de arte moderna, com obras de artistas de grande projeção na época. A da Rua Bahia tem dimensões maiores e, dado o grande desnível de terreno, compreende quatro pisos, sendo um deles subsolo. Abrigam decoração da época e estão abertas à visitação.