Viva Pacaembu
+19
+25°
+17°
São Paulo
Segunda-Feira, 02

Eventos

Carta ao Prefeito Haddad

Plano Diretor, e as expectativas da VivaPac para o ano de 2013. Carta aberta ao novo Prefeito eleito de São Paulo.

SAIBA MAIS

O portal do bairro chama Av. Pacaembu

A avenida que corta o bairro e é cara do Pacaembu.

SAIBA MAIS

Estabelecimentos comerciais no bairro do Pacaembu

Se você planeja abrir um estabelecimento com fins comerciais fique atento às regras dessas poucas ruas do bairro.

SAIBA MAIS

Balaio de notícias

Assuntos: Terrenos abandonados, O limite do poder público, E-mail VivaPAc, Totens ecológicos?, Caçambas, Associados Vivapac, Justificando a derrubada de árvores.

SAIBA MAIS

Editorial: Você é a cara da Viva Pac

Quem é e o faz Viva Pac?

SAIBA MAIS

Carta do Leitor: A luta contra as ilegalidades da rua Minas Gerais

A rua possui zoneamento restritivo mas existem estabelecimentos operando.

SAIBA MAIS

Serapilheira, o que significa este nome?

É uma cobertura natural que se forma na superfície do solo, saiba mais.

SAIBA MAIS

Espaço Cia City: Morar bem, o desafio de todos os tempos

Na década de 30 a Cia City já anunciava a venda de terrenos e casas no Pacaembu tendo-se como apelo o investimento em viver bem.

SAIBA MAIS

Antiga Casa de Chico Buarque vira museu

Sobrado no Pacaembu agora tem memorial da educação, com móveis e documentos

SAIBA MAIS

Viva Pacaembu
Siga-nos pelo Facebook Siga-nos pelo Twitter

Você é a favor da concessão do Estádio do Pacaembu para a iniciativa privada?

SIM
NÃO

Contexto:NOTÍCIAS - Modalidade:2012 - Area: - Evento:


legendaFoto:
Modalidade: 2012
Contexto: NOTÍCIAS
Evento:

25/12/2012

Ttulo: Carta ao Prefeito Haddad

Manchete: Plano Diretor, e as expectativas da VivaPac para o ano de 2013. Carta aberta ao novo Prefeito eleito de São Paulo.

Resumo:



legendaFoto: Av. Pacaembu
Modalidade: 2012
Contexto: NOTÍCIAS
Evento:

19/12/2012

Ttulo: O portal do bairro chama Av. Pacaembu

Manchete: A avenida que corta o bairro e é cara do Pacaembu.

Resumo:



legendaFoto:
Modalidade: 2012
Contexto: NOTÍCIAS
Evento:

19/12/2012

Ttulo: Estabelecimentos comerciais no bairro do Pacaembu

Manchete: Se você planeja abrir um estabelecimento com fins comerciais fique atento às regras dessas poucas ruas do bairro.

Resumo:



legendaFoto:
Modalidade: 2012
Contexto: NOTÍCIAS
Evento:

18/12/2012

Ttulo: Balaio de notícias

Manchete: Assuntos: Terrenos abandonados, O limite do poder público, E-mail VivaPAc, Totens ecológicos?, Caçambas, Associados Vivapac, Justificando a derrubada de árvores.

Resumo:



legendaFoto: Camisetas da VivaPac
Modalidade: 2012
Contexto: NOTÍCIAS
Evento:

18/12/2012

Ttulo: Editorial: Você é a cara da Viva Pac

Manchete: Quem é e o faz Viva Pac?

Resumo:



legendaFoto:
Modalidade: 2012
Contexto: NOTÍCIAS
Evento:

17/12/2012

Ttulo: Carta do Leitor: A luta contra as ilegalidades da rua Minas Gerais

Manchete: A rua possui zoneamento restritivo mas existem estabelecimentos operando.

Resumo:



legendaFoto:
Modalidade: 2012
Contexto: NOTÍCIAS
Evento:

16/12/2012

Ttulo: Serapilheira, o que significa este nome?

Manchete: É uma cobertura natural que se forma na superfície do solo, saiba mais.

Resumo:



legendaFoto:
Modalidade: 2012
Contexto: NOTÍCIAS
Evento:

15/12/2012

Ttulo: Espaço Cia City: Morar bem, o desafio de todos os tempos

Manchete: Na década de 30 a Cia City já anunciava a venda de terrenos e casas no Pacaembu tendo-se como apelo o investimento em viver bem.

Resumo:



legendaFoto:
Modalidade: 2012
Contexto: NOTÍCIAS
Evento:

10/12/2012

Ttulo: Antiga Casa de Chico Buarque vira museu

Manchete: Sobrado no Pacaembu agora tem memorial da educação, com móveis e documentos

Resumo:


Alunos da escola, que permanecem na via pública, fazendo brincadeiras, jogando b

Alunos da escola, que permanecem na via pública, fazendo brincadeiras, jogando b

Foto: Miriam Rezende

Do portão para dentro


É senso comum que a escola pública de ensino médio e fundamental, salvo algumas exceções, está aquém do nível desejado. Não por outra razão, o cidadão médio que consegue auferir maior renda, logo corre a colocar seus filhos na escola particular.

Há diversas explicações para o início do fenômeno do abandono da escola pública pela classe média. 

Sem buscar as causas, hoje demoniza-se a escola pública generalizando-se que o nível é ruim.

Também há diversas soluções para a retomada do ensino público de qualidade. Creio não haver dúvida de que um existente projeto de lei que obriga políticos eleitos a colocarem seus filhos em escolas públicas seria a melhor delas. Na impossibilidade disso acontecer, é certo que algumas escolas públicas vêm se destacando nos exames qualificadores aplicados anualmente. Via de regra, estas escolas contam com uma participação ativa da comunidade e principalmente dos pais dos alunos. As escolas abrem suas portas. Os pais se sentem seguros para participar da vida escolar de seus filhos. Frequentam as escolas. Cobram melhorias. Interagem com professores e diretores. As escolas se inserem dentro da comunidade elaborando, discutindo e executando projetos educacionais.

Algumas escolas escolhem o caminho inverso e se fecham em verdadeiros feudos. Em nosso Bairro temos uma dessas: a Escola Municipal de Educação Infantil Tenente José Maria Pinto Duarte.

Durante o horário de entrada/saída da escola, a Rua Atalaia e os arredores ficam tomados pelos alunos da escola, que permanecem na via pública, fazendo brincadeiras, jogando bola por cima dos veículos que por ali passam, colocando suas vidas e integridade física em risco.

Preocupados com as crianças e com a grande possibilidade de acidentes, alguns moradores das redondezas foram procurar a direção da escola para conversar, reclamar, quiçá, buscar uma solução. Não foram recebidos. Receberam a informação de que “do muro para fora a responsabilidade não era mais da escola”.  Pode até ser que não seja, mas ensinar e formar cidadãos é! A Escola poderia ter aproveitado o contato para atrair a comunidade, para transformar a reclamação em um projeto educacional. O “Pintão”, como é carinhosamente conhecida a Escola, preferiu fechar-se do portão para dentro.

Sérgio Livovsch